Topo
TIJUCAS | Quinta Feira, 02 de Abril de 2020
Loading
Topo Daqui Tijucas
Menu Daqui Tijucas Daqui Tijucas Notícias Galerias Vídeos Impressa Contato

Notícias

17 de Novembro de 2017 - 22:47:30

Ágatha e Duda estão na semi do Circuito Brasileiro

Etapa da competição nacional de Vôlei de Praia acontece em Itapema, com entrada gratuita
 
 
Ágatha e Duda estão na semi do Circuito Brasileiro

CLÁUDIO EDUARDO DE SOUZA

claudio@daquitijucas.com.br

 

Desde o primeiro jogo na etapa de Itapema do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia, Ágatha e Duda foram adotadas pela torcida como se fossem daqui. É entrarem em quadra para a galera vibrar. Também pudera, Ágatha tem no currículo a medalha de prata na última edição das Olimpíadas. E em parceria recente com Duda, já figura entre as equipes mais respeitadas no mundo.

Em Itapema, as duas não perderam sequer um set. E hoje, já na fase de mata-mata, venceram os dois confrontos e asseguraram vaga na semifinal, que acontece neste sábado (18/11). Elas entram em quadra às 10h40 e encaram a dupla Ana Patrícia e Rebecca, na luta pela vaga na final. No outro confronto, marcado para as 11h30, Maria Elisa e Carol Solberg enfrentam Tainá e Victória. Os jogos acontecem na arena montada no bairro Meia Praia, entre as ruas 285 e 289. E a entrada é gratuita. A final do naipe feminino está marcada para o mesmo dia, às 20h. Antes, às 19h, tem a disputa do bronze.

OLHO EM TÓQUIO

Com apenas 19 anos, Duda tem currículo de veterana. Entre os títulos, ostenta o de bicampeã mundial sub-21 e tricampeã mundial sub-19. E neste início de ciclo olímpico, passou a formar dupla com a experiente Ágatha, dona de uma medalha de prata conquistada na última edição das Olimpíadas, além de já ter sido campeã mundial. A equipe é uma das apostas para defender o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

 

DAQUI – No vôlei de praia, conta muito a experiência. No seu caso, você é uma atleta super jovem. Você sentiu em algum momento que sua juventude tem dificultado a jornada ou tem ajudado?

Duda – Acho que o que me ajuda é a Ágatha ao meu lado, que é muito experiente. A experiência dela faz com que a minha juventude melhore. E cada uma vai ajudando a outra. E jogar contra as atletas experientes é aprendizado para mim também. Elas estão há muitos anos no circuito e eu entrando agora, acabo vendo outras bolas, tendo mais paciência... Porque eu estou começando agora, mas tenho ao meu lado uma vice-campeã olímpica.

 

DAQUI – Ágatha, você vinha de uma equipe de sucesso ao lado da Bárbara, com títulos de expressão, inclusive a prata olímpica, e neste início de ciclo teve a mudança de parceira. O foco com esta mudança é 2020?

Ágatha – O foco do nosso time é 2020! Mas a gente está bem calma para este caminho até lá, que é bem longo. A gente tem que viver e se deliciar com cada ano. Porque o nosso time é muito novinho, a gente tem muita coisa para aprender juntas. Por mais que eu seja mais experiente, estou aprendendo muito com a Duda ao meu lado. Com ela é um outro jeito de jogar. Tem vezes que ela precisa e eu estou ali para ajudá-la, mas tem horas que é ela quem me ajuda. A gente está trocando muito, a gente está muito feliz com a caminhada... Mas o foco principal é Tóquio, sim.

 

Envie um Comentário

 

Últimas Notícias

SC registra a primeira morte por Coronavírus
Primeiro caso de Covid-19 confirmado na cidade
Fala Especialista
Paciente de 25 anos é o caso confirmado com Covid-19
Entrega de kits de higiene
Rodapé Daqui Tijucas Daqui Tijucas Notícias Galerias Vídeos Impressa Contato
Rodapé Contato Contato AmpliWeb Google Plus YouTube